12/03/07

21/10/2007

Um dia, iremos ficar a conversar pela noite fora, sempre que queiras. Falaremos sobre tudo aquilo que não tivemos tempo de falar, sobre as nossas vidas, sobre as nossas lágrimas, sobre o muito que nos custou ficar sem ti, sobre as memórias e as fotografias, os sorrisos. Ficaremos por aqui, sem pressa, como se tivessemos estado sempre debaixo do mesmo céu. Um dia, encontrar-nos-emos algures para esta conversa, sem que as perdas sejam cicatrizes.
Para uma estrela cadente que percorreu, fulgurante, o nosso céu.

2 comentários:

clotilde disse...

Meu Deus... é isso mesmo.

Isabel Moreira disse...

muito, muito, bonito.