21/01/08

Quanto tempo tens? Quanto podes perder ainda com angústias, com a tua solidão, com o que não te deixa em paz? De quantos dias dispões para chorar o que não viveste, o feliz que não foste? Não sejas ingénuo, o tempo passa mesmo, colhe-te pela raíz, se for caso disso, e faz-te velho ainda que sintas o teu coração aainda agora começou a pulsar. Ou então... ou então, o tempo colhe-te sem te fazer velho, com a vida toda por viver, dizes tu, dizemos todos. O tempo sabe o teu nome de cor e, quando te chamar, de longe ou ao ouvido, entrega-te. Que não se chore mais por ti.
Tu tens o tempo todo, agora, estejas onde estiveres.

10 comentários:

Blas Torillo disse...

Cierto Bau. Tenemos todo el tiempo. Esto me ha gustado mucho (para no variar) y me anima justo cuando lo necesito. Basta de llorar (aunque no lloro en realidad ahora).

Un abrazo.

jguerra disse...

Ai meu amigo, tenho leituras por recuperar.
O que dizes é verdade. Olhem para o tempo que têm, não o percam em angustias.
A vida é curta, não a deixemos ser efémera!!
Um abraço

Claudia Sousa Dias disse...

É verdade.

Embora gostasse de ter uns dez anos a menos...


e com a experiência de vida e contactos que tenho hoje!


CSD

un dress disse...

encher de vida os dias que restam.

mais novos ou mais velhos...
não saberemos nunca quantos!




abraÇo.beijO

un dress disse...

quanto à entrega...acho sinceramente que caiu em desuso.

e que sofremos muitíssimo por isso!

x disse...

«O tempo sabe o teu nome de cor e, quando te chamar, de longe ou ao ouvido, entrega-te.»
há algum tempo que não me entregava. mas tenho sentido esse chamamento do tempo.vivido o momento. *

Joaninha disse...

Mais um texto a relembrar a partida para um local onde o tempo cristaliza...

roni silva disse...

De vez em quando tenho que reler-te.
Hoje aconteceu mais uma vez.
A desoras mas valeu .

Sophia disse...

Como disse Charlie Chaplin,
"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios, por isso canta, dança, ri, chora e vive intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos."

blue disse...

obrigada, baudolino.