18/05/07

boomerang

Parabéns.
Aceita os meus votos e os meus conselhos. Perdoa, se conseguires e quiseres, a minha intromissão no teu percurso de vida.
Celebra todos os teus dias. Celebra-os como se fossem únicos. Celebra, de forma especial, aqueles dias que o resto do mundo escolheu para comemorar algo, por mais idiota que seja. Converte esses dias nas tuas pequeninas e íntimas efemérides pessoais, únicas e irrepetíveis. Chora por tudo aquilo que o mundo faz para que te sintas a mais. Insulta todos aqueles que te rodeiam. Arrepende-te do amor e da amizade. Saboreia cada segundo da mais profunda e competente auto-comiseração. Sente-te mal até não poderes mais contigo, até te tornares insuportável, até à náusea. Odeia-te como se tivesses subido a um qualquer Calvário numa qualquer Via Sacra sem redenção, como se fosses o teu Herodes, o teu Pilatos, o teu Barrabás, sem caíres na tentação nefasta de quereres ser o teu Cristo. Sente-te como Sísifo, como a pedra, como a montanha.
Provavelmente, já fizeste tudo o que, por ti, podias fazer. Foste talhado para grandes voos. Estiveste à tua altura.
Mais uma vez, parabéns.

17 comentários:

Letras de Babel disse...

a amargura que se conquista quando falamos para dentro de nós. ou para o que está lá dentro, o que é mais ou menos o mesmo...


...e não falo só deste post.

Cusco disse...

Gostei. Sou um apreciador de boa prosa!
Deixo-te um abraço e um até breve!

SE DEUS QUISER

filipelamas disse...

Quem assim fizer está, de certeza, de parabéns! Aqui ficam eles! E quem tem um Baudolino como amigo tem garantias de viver os dias como únicos!

rtp disse...

Muito intenso! Tão intenso como a forma de encarar a vida que neste post nos é proposta. Viver a vida sem amarras, sem contenções, sem conformismos, ... Difícil, por vezes doloroso, mas mais verdadeiro e, portanto, mais pleno.

legivel disse...

... uma vez tive um boomerang nas mãos. Atirei-o para longe e nunca mais regressou de volta. Nem uma daquelas frases esfarrapadas: "vou ali comprar tabaco e já venho... ". No entanto, à cautela, agora uso capacete...

bom fim de semana.

Lana disse...

Olá
bonito e intenso como sempre.
venho desejar-lhe uma optima semana e oferecer-lhe com carinho 1 sorriso muito luminoso.
Lana

Dora Francisco disse...

Perfeito.

Blas Torillo disse...

Bau...

Está bien. Seguiré tus consejos.

Aunque algunos ya los pongo en práctica desde hace mucho, algunos comenzaré a hacerlo hoy.

Salu2 y un gran abrazo.

Joaninha disse...

Um conselho para a vivência em pleno, entre o 8 e o 80. No 8 e no 80. No limite... Quantas vezes não se vive assim!

Blas Torillo disse...

Hola Bau... Sólo pasé a dejarte un abrazo.

Espero que todo vaya bien y seas cada día un poquito más feliz que el anterior.

Salu2

Lana disse...

bfs

kermit disse...

Essas palavras parecem-me de um activista pela Paz que conheci recentemente. "Todo o rio é formado gota a gota. Perdemos o nosso tempo a pensar num passado morto e num futuro que chegará a nós apenas na forma de "agora". Importa é valorizar ao máximo a essa gota que faz o rio, chamada “Agora” – Prem Rawat - Marahaji

jguerra disse...

Caro Baudolino, porque noto alguma raiva nestas palavras? Ainda não me tinha acontecido, confesso.
Os teus escritos, "buracos negros", são sempre tão profundos, tão significantes para o leitor.
Parece que conheces a alma da gente, do povo.
Abraço.

ignotu disse...

Muito bem escrito! Palavras fortes! Comentário meu? Tantas possibilidades... Concordar! Descordar!

Lana disse...

Olá
obg pela sua visita.
não me anda a apetecer escrever ... mas isto passa... acho eu ...
1 sorriso luminoso
Lana

Luiz Carlos Reis disse...

Ótima prosa!Gostei do que lí! Aturdido em pensamentos deveras corriqueiro, na recíproca inata da física: Tudo que vai volta...E em dobro!

Grande abraço e bom final de semana!

clotilde disse...

O limite.
Ao limite.
O infinito não é limite, é indeterminação.